Home Dicas Saiba como economizar combustível e melhorar o desempenho do seu veículo

Saiba como economizar combustível e melhorar o desempenho do seu veículo

Publicidade

Saiba como economizar combustível e melhorar o desempenho do seu veículo
Foto: Divulgação


0

Da forma com que dirigimos até a escolha do combustível certo, muitos fatores podem contribuir para aumentar ou diminuir o consumo e os gastos gerais com o veículo. Segundo diversos especialistas, não existe fórmula mágica para gastar pouco – mas, seguindo uma receita básica que combina três práticas você pode ter sucesso na missão de reduzir custos: dirigir de maneira correta, manter a manutenção do seu veículo sempre em dia e tomar cuidado ao escolher o combustível.

Calibrar pneus, por exemplo, é uma atitude negligenciada por muitos motoristas, mas, além de trazer maior segurança ao condutor, a prática faz com que o automóvel percorra mais quilômetros gastando menos. Confira abaixo uma seleção de quinze dicas que com certeza te ajudarão a economizar e melhorar o desempenho do seu carro, moto, van ou caminhão.

1. Calibre os pneus com frequência

Pneus murchos ou com uma calibragem inadequada são uma influência direta no consumo. A calibragem deve ser feita a cada quinze dias, no máximo. Para acertar o valor correto, siga as orientações das montadoras e lembre-se de que a pressão que os pneus da frente necessitam é diferente daquela exigida pelos pneus posteriores.

O peso que o veículo suporta também altera o valor da calibragem, por isso, caso seu carro vá carregado, fique atento às indicações – as recomendações costumam constar no livro do proprietário, em uma etiqueta localizado na abertura do tanque de gasolina ou na lateral interna da porta do carro. No caso dos veículos mais tradicionais, o próprio frentista do posto de gasolina costuma saber a informação precisa. Não se esqueça que a condição dos pneus pode ser responsáveis por aproximadamente 20% do consumo de combustível, então é importante escolher modelos de qualidade e ficar atento à hora de trocar.

2. Atente-se ao peso do veículo

A lógica é bastante simples: quanto mais pesado for o carro, mais força de aceleração ele precisará para se locomover, ou seja, carros mais carregados consomem mais combustível. Mais uma vez, é importante ficar atento ao manual do proprietário e consultar qual o peso máximo recomendado para determinado veículo.

Alguns estudos comprovam que um carro que circula com 40 quilos a mais do que o indicado pela montadora gasta até 2% a mais que carros que circulam mais leves. Por isso, uma boa ideia é revisar os objetos “esquecidos” no porta- malas.

3. Atenção à troca de marchas

Muitos condutores não sabem dessa recomendação, mas cada veículo possui uma velocidade certa para trocar de marcha. Para o cálculo é levado em consideração o torque do veículo. Um carro que anda a 40 km/h não deve estar em quinta marcha, por exemplo.

Além disso, o motorista não deve chegar aos 100km/h estando em segunda marcha. Em ambos os casos você está gastando mais do que é preciso. Uma boa ideia é consultar as definições do seu carro e evitar “esticar” muito as marchas.

4. Evite as aceleradas bruscas

Se você puder, procure evitar as aceleradas desnecessárias. Isso afeta muito o consumo de combustível. Outra questão desconhecida por muitas pessoas é o hábito de ficar aquecendo o carro de manhã, para que ele saia da garagem. Nos veículos com injeção, esse aquecimento funciona de forma automática, já nos carros que acabaram de sair da fábrica, é recomendado deixá-los ligados por alguns minutos na primeira partida, até que ele complete mil quilômetros rodados.

5. A questão da gasolina aditivada

O combustível aditivado não modifica diretamente o consumo do carro. Sua função é manter a limpeza do reservatório e poupar o motor. Claro que um motor mais limpo pode melhorar o desempenho geral do carro, o que resulta em economia, mas o fato de abastecer com aditivada diretamente não reduz o consumo a curto prazo. E essa gasolina é mais cara.

6. As velas do carro

De todos os itens de manutenção dos carros, um dos que mais influencia no consumo de combustível é a vela. Elas devem ser trocadas exatamente na quilometragem recomendada pela fabricante do veículo. Caso uma vela estrague, é preciso trocar todo o conjunto por itens com as mesmas especificações.

Para quem não sabe, a função das velas é dispensar a energia necessária dentro da câmara de combustão. O processo resulta no início da queima entre ar e combustível. Caso esses itens estejam desgastados, a queima se torna irregular e o consumo aumenta.

7. Vidros abertos

Os vidros abertos mudam a aerodinâmica dos veículos, aumenta a dificuldade para cortar o vento. Esse processo se torna mais intenso e influencia mais no consumo de combustível quando os veículos circulam a mais de 80 km/h.

8. Evite a instalação de acessórios desnecessários

Antes de instalar qualquer apetrecho no seu carro, consulte um especialista que possa te orientar corretamente. Alguns objetos que mudam as características originais dos carros tendem a aumentar a resistência do ar. Aerofólios, suportes e bagageiros, por exemplo, podem causar um considerável aumento no consumo de combustível.

9. Combustível de boa qualidade

Nada pode prejudicar mais o desempenho de um carro do que combustíveis batizados. Evite abastecer em postos com uma reputação ruim ou que misturem gasolina com querosene. O mesmo vale para os postos que misturam etanol com água. Infelizmente, pode ser mais interessante dar preferência às grandes redes certificadas do que se arriscar com postos menores.

10. Atenção ao trânsito

A forma como você se comporta no trânsito é essencial para a economia de combustível. Ao estar próximo a semáforos, diminua a velocidade caso o sinal esteja no vermelho. Dessa forma, você não precisará parar completamente e a retomada da velocidade acontecerá de forma mais suave.

11. Filtros de ar e de combustível

Os filtros devem ser trocados exatamente nas datas previstas por cada fabricante, sem atrasos, nos prazos estipulados pelas montadoras. Em caso de obstrução, os filtros interferem na mistura de ar e combustível, fazendo com que os veículos consumam mais combustível.

12. Ar condicionado

Não é segredo para ninguém que o ar condicionado aumenta bastante o consumo dos veículos. Você não precisa passar calor, mas em dias cujas temperaturas estão amenas, procure não ligar o ar. Carros com ar condicionado ligado gastam em média 20% a mais.

13. Não deixe o carro na banguela

Aquele velho hábito de deixar o carro em ponto neutro nas descidas é coisa antiga. O veículo deve ficar o tempo todo engrenado; dessa forma, gasta menos combustível do que se estivesse em ponto morto. Isso ocorre porque a injeção eletrônica nota que não é necessária a aceleração, cortando o combustível.

Evitar o ponto morto também é uma questão de segurança – porque, quando engatado, o carro aproveita o freio motor, trazendo mais segurança para os condutores.

14. Mantenha as rodas sempre alinhadas

Alinhar as rodas é fundamental para manter a aerodinâmica do carro em ordem. Se o equilíbrio está fora da geometria adequada, as rodas são “arrastadas” ao invés de apenas rodarem – seu movimento natural. Para economizar, alinhe seu veículo.

15. Atenção aos excesso de velocidade

Quando um carro está a 100 km/h, ele gasta 20% a mais do que quando está a 80km/h. Por isso, às vezes pode ser mais vantajoso circular com seu veículo a velocidades mais baixas do que em alta velocidade. Além disso, respeitar os limites de velocidade também é sinônimo de segurança para você e para os demais motoristas.

Comentários - Os comentários aqui publicados não representam a opinião do site, sendo de exclusiva responsabilidade do leitor.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *