Avaliações

Fiat Mobi Trekking 2025: preço, pontos positivos e negativos

Com mais tecnologia que a versão de entrada Like, o Fiat Mobi Trekking 2025 tem vários pontos a se pesquisar antes de efetuar a compra

O Fiat Mobi Trekking 2025 já está disponível no mercado automotivo nacional, sendo a versão topo de linha deste subcompacto. Em comparação com a versão de entrada Like, ele inclui uma central multimídia de 7 polegadas que suporta Apple Carplay e Android Auto sem fio. Além disso, possui rack no teto e adesivos decorativos no capô e nas laterais, caracterizando o estilo Trekking.

Em 2023, o Mobi alcançou a marca de sexto carro mais vendido no Brasil, com pouco mais de 73 mil unidades emplacadas. O Fipe carros destacou tanto os principais pontos positivos quanto cinco aspectos negativos do compacto hatch da Fiat.

Fiat Mobi 2025
Foto: Divulgação/Grupo Amazonas Celso Garcia N

O Fiat Mobi Trekking 2025 é caracterizado por suas dimensões compactas. Com 3.596 mm de comprimento, 1.666 mm de largura e 1.552 mm de altura, além de uma distância entre eixos de 2.304 mm. Sua altura do solo atinge 175 mm.

Apesar de sua praticidade, o Mobi apresenta um dos menores porta-malas do segmento, com apenas 200 litros de capacidade. Em comparação, o concorrente Kwid oferece 290 litros. Ademais, o Mobi é notavelmente leve, pesando apenas 967 kg, o que favorece sua eficiência e manobrabilidade. O Fiat Mobi Trekking 2025 tem preço sugerido de R$ 75.990.

Confira os principais pontos positivos do Fiat Mobi Trekking 2025

  • O Fiat Mobi é excelente para transitar na cidade, com uma altura de 17 cm do solo que permite passar por buracos, valetas e lombadas com facilidade.
  • Também é fácil de manobrar, com seus 3,57 m de comprimento, sendo um dos menores carros à venda no Brasil.
  • Possui baixa manutenção e desvalorização.
  • O tradicional motor 1.0 Fire é confiável, e o consumo de combustível é um dos destaques deste subcompacto.
  • A direção é agradável por ser um carro pequeno e leve.
  • A versão Trekking acrescenta bons equipamentos como rack no teto funcional para transporte; multimídia de 7 polegadas com botões e ícones fáceis de usar.
  • Isso vale para a versão aventureira, Trekking. Quem pode investir mais na configuração topo de linha leva um carro com mais estilo.
Fiat Mobi 2025
Foto: Divulgação/Grupo Amazonas Celso Garcia N

Confira os principais pontos negativos do Fiat Mobi Trekking 2025

  • O Fiat Mobi tem um preço elevado para o que oferece.
  • Se você está procurando espaço, fuja do Fiat Mobi com seus 2.304 mm de entre-eixos, pois é bastante difícil uma pessoa com 1,80 m ficar confortável no banco traseiro.
  • O porta-malas de 200 litros é o menor da categoria e inferior aos concorrentes.
  • Além disso, entrega pouco em termos de tecnologia.
  • Apesar de ser confiável, o motor 1.0 Fire apresenta um desempenho fraco, com aceleração de 0 a 100 km/h em longos 16,7 segundos.
  • O subcompacto não é dos mais seguros, possuindo apenas dois airbags, enquanto seu concorrente Kwid possui quatro.

Motorização e consumo do Fiat Mobi Trekking 2025

O Fiat Mobi Trekking 2025 apresenta duas versções distintas, ambas impulsionadas pelo motor Fire 1.0 EVO 8V Flex. Em termos de potência, atinge até 71 cv (gasolina) e 74 cv (etanol) a 6.000 rpm, enquanto o torque máximo se estabelece em 9,3 kgf.m (etanol) e 9,7 kgf.m (gasolina) a 3.250 rpm.

Além disso, sua velocidade máxima alcança os 154 km/h. Quanto à transmissão, conta com uma manual de 5 velocidades.

De acordo com dados do Inmetro, o Fiat Mobi Trekking 2025 apresenta os seguintes índices de consumo de combustível: No ambiente urbano, alcança uma média de 8,8 km/l (etanol) e 12,7 km/l (gasolina). Já em estradas, esses números sobem para 9,9 km/l (etanol) e 14,3 km/l (gasolina).

Fiat Mobi Trekking 2025
Foto: Divulgação/Fiat Sete Lagoas

Confira outras notícias sobre o Fiat Mobi Trekking 2025, além de comparações, avaliações e novidades de carros para PcD no site Fipe carros.

Josean Santos

Josean Belo dos Santos é um estudante de jornalismo e graduado em História pela UFPI. Ele possui ampla experiência no setor automotivo, iniciando sua trajetória em 2008. Além disso, atuou como colaborador em alguns dos principais sites do Brasil.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo