Notícias

BYD Song Pro 2025: chega às lojas a partir de R$ 189.800

Com um bom custo-benefício e duas versões de acabamento, o BYD Song Pro 2025 chega ao mercado nacional para concorrer com o Toyota Corolla Cross

O BYD Song Pro 2025 está chegando às concessionárias da marca em todo o país com duas versões de acabamento disponíveis. A versão de entrada GL tem um preço de R$ 189.800, enquanto a GS, por sua vez, está sendo oferecida por R$ 199.800. Ambas as variantes vêm equipadas com motor híbrido plug-in, marcando o primeiro híbrido a ser produzido na fábrica de Camaçari (BA).

Em comparação, as versões do Toyota Corolla Cross, XRV Hybrid e XRX Hybrid, estão sendo vendidas por R$ 202.690,00 e R$ 213.010,00, respectivamente. Ao compararmos o BYD Song Pro com o Toyota Corolla Cross, notamos algumas diferenças em suas dimensões.

BYD Song Pro 2025
Foto: Divulgação

O Song Pro possui 4,74 metros de comprimento, o que representa um acréscimo de 28 cm em relação ao SUV médio japonês. Em termos de largura, o Song Pro é muito mais estreito, medindo 1,68 metro, o que equivale a 13 cm a menos que o Corolla Cross. Em contrapartida, em altura, o Song Pro apresenta um aumento de 6 cm em relação ao Toyota Corolla Cross, atingindo 1,68 metro.

Além disso, a distância entre eixos do Song Pro é ligeiramente maior, com 2,71 metros, o que representa 5 cm a mais em comparação com o Toyota Corolla Cross. Já o porta-malas com abertura elétrica tem 520 litros de capacidade, superando os 440 litros do principal rival japonês.

Em relação ao conjunto mecânico, o BYD Song Pro possui um conjunto híbrido semelhante ao Song Plus. No entanto, o Song Pro é ligeiramente menos potente na versão de entrada GL. Apesar disso, ele compensa essa diferença com uma autonomia significativamente maior.

Essa vantagem se deve às baterias do Song Pro, que têm uma capacidade de 12,9 kWh, proporcionando uma estimativa de 71 km de alcance. Além disso, ele conta com uma bateria adicional igual à do Song Plus, com 18,3 kWh, que oferece um alcance de 110 km.

Atualmente disponível no mercado nacional, o BYD Song Plus 2025 vem equipado com um motor 1.5 Híbrido Plug-In. Este veículo incorpora uma combinação de dois motores distintos: um elétrico e outro a combustão. Quando esses motores se unem, geram uma potência de 235 cv, a mesma da versão mais cara GS do BYD Song Pro.

Comparativamente, o Toyota Corolla Cross híbrido leva 13,0 segundos para atingir a mesma velocidade, sendo superado por muitos carros mais acessíveis que conseguem esse feito com facilidade.

BYD Song Pro 2025
Foto: Divulgação

Principais versões e itens do BYD Song Pro 2025

BYD Song Pro GL 2025 (R$ 189.800)

  • 6 airbags (frontais, laterais e cortina)
  • Painel de instrumentos em tela de 8,8″;
  • Sistema multimídia com tela de 12,8″ com GPS integrado e espelhamentos sem fios;
  • Câmera 360° para manobras
  • Ar-condicionado digital de duas zonas;
  • Saída de ventilação para o banco traseiro
  • Regulagens elétricas para o banco do motorista
  • Regulagem de encosto para o banco traseiro
  • Abertura e fechamento elétrico da tampa do porta-malas
  • Chave presencial com partida por botão;
  • Compatibilidade com NFC.
  • Bateria de 12,9 kWh;
  • Função V2L com cabo incluso;
  • Faróis em LEDs;
  • Rodas de liga leve de 18″;
  • Acendimento automático dos faróis;
  • Lanternas em LEDs;
  • Piloto automático;
  • Freio de estacionamento eletrônico com função autohold;
  • Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro;

BYD Song Pro GS 2025 (R$ 199.800) 

  • Nesmos itens da versão GL e acrescenta;
  • Bateria de 18,3 kWh
  • Carregador de celular por indução
BYD Song Pro 2025

Confira outras notícias sobre o BYD Song Pro 2025, além de comparativos, avaliações e novidades para o público PcD no Fipe carros.

Josean Santos

Josean Belo dos Santos é um estudante de jornalismo e graduado em História pela UFPI. Ele possui ampla experiência no setor automotivo, iniciando sua trajetória em 2008. Além disso, atuou como colaborador em alguns dos principais sites do Brasil.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo